Navegação de Posts

Mulher encontrada morta em elevador após um mês provoca escândalo e questionamentos na China.

A notícia do descobrimento do cadáver foi reproduzida pela imprensa mundial. Mas o desaparecimento da vítima passou despercebido por um mês sem que ninguém – parentes ou vizinhos – notasse a ausência.

Ainda sob comoção, chineses se perguntam como foi possível que uma mulher tenha ficado presa em um elevador e morresse lá dentro sem que o corpo fosse descoberto.

O elevador, de um prédio residencial na cidade de Xian, havia sido desligado por dois trabalhadores de manutenção em 30 de janeiro. O cadáver da mulher foi localizado em 1º de março.

O episódio motivou um debate sobre padrões de segurança na China, mas também sobre temas como a situação de mulheres adultas solteiras (estigmatizadas na China) e o cuidado a doentes mentais no país.

Elevadores que ‘engolem pessoas’

“Trinta dias. Quanta dor e sofrimento deve ter havido? Meu coração dói por ela”, escreveu o usuário Huixinya na rede social Weibo, o Twitter da China.

Outros manifestaram horror e pena pela morte da mulher de 43 anos, identificada publicamente pelo apelido familiar: Wu.

O fato de os funcionários terem feito apenas uma rápida verificação – gritando por alguém dentro do elevador – antes de desligar o aparelho também provocou reações indignadas.

Meios de comunicação chineses informaram que os encarregados da manutenção e os responsáveis pela administradora do prédio foram presos sob acusação de homicídio culposo (sem intenção de matar).

“Era tão difícil simplesmente abrir o elevador e verificar?”, questionou um usuário nas redes sociais. “E se fosse uma pessoa surda?”, perguntou outro.

Houve ainda críticas aos funcionários, apontados como preguiçosos e irresponsáveis. “Isso não foi causado por um acidente de trabalho, mas por trabalhadores sem integridade pessoal básica”, disse um internauta no Weibo.

O episódio renovou preocupações em relação a padrões de segurança precários e a uma cultura que prefere encurtar processos. Em um caso polêmico recente, uma mulher morreu após cair de uma escada rolante com defeito em um shopping.

“A onda recente de mortes em elevadores e escadas rolantes não pode ser atribuída simplesmente a problemas de fabricação, mas a deveres incumpridos e manutenção descuidada”, dizia um comentário no portal Red Net, que reivindicava mais fiscalização para “curar a doença dos elevadores que engolem pessoas”.

Fonte: http://www.bbc.com/portuguese/noticias/2016/03/160308_morte_elevador_tg

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>